Todas as arqui/dioceses, paróquias e comunidades do mundo inteiro estarão mobilizadas neste sábado (21) e domingo (22) ocasião do dia Mundial das Missões, em prol da coleta da Campanha Missionária 2017. A data instituída pelo papa Pio XI em 1926, ocorre sempre penúltimo final de semana de outubro.

Outubro é o Mês das Missões, um período de intensificação das iniciativas de animação e cooperação missionária em todo o mundo. O objetivo é sensibilizar, despertar vocações missionárias e realizar a Coleta.

Todos os recursos arrecadados são destinados a direção nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) que as repassam ao Fundo Universal de Solidariedade para serem utilizados para a animação e cooperação missionária em todo o mundo, pois é uma coleta universal.

Este ano, a Campanha Missionária tem como tema: “A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída” e o lema “Juntos na missão permanente”. A inspiração vem do papa Francisco na Evangelii Gaudium quando afirma: “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontraram com Jesus” (EG 1). Essa alegria precisa ser anunciada pela Igreja que caminha unida, em todos os tempos e lugares, e em perspectiva ad gentes.

Para o bispo auxiliar de São Luís (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Esmeraldo Barreto de Farias, a coleta é uma forma de contribuir com o trabalho missionário e ajudar aqueles que menos tem.

“É importante incentivar a coleta para que esta a missão em várias partes do mundo possa ter sustento, possa ser sustentável com essas ajudas que vem de fora. Mas, também com a oração, com a sensibilidade, com a reflexão, com nossos olhos voltados para essas realidades com o nosso coração que sente. Precisamos ajudar para que cada pessoa, cristão, católico possa, de forma bem especial, colaborar e se sentir unido ao trabalho missionário no Brasil e fora dele”, destaca o bispo.

A Campanha Missionária, na qual colaboram a CNBB por meio da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, a Comissão para a Amazônia e outros organismos que compõem o Conselho Missionário Nacional (Comina) é organizada pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) que preparou um amplo material de divulgação e estudos.

CNBB