Para aproximar a população do Triângulo Norte e as Forças de Segurança da região, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) promoveu, nesta quarta-feira (29/11), o Encontro Regional de Polícia Comunitária, em Uberlândia.

O evento aconteceu na no prédio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), onde cerca de 90 profissionais, entre policiais civis e militares, bombeiros e representantes da sociedade civil trocaram experiências e discutem a filosofia e as estratégias de polícia comunitária para a região.

Experiências da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar foram compartilhadas ao longo do dia, assim como o conceito de polícia comunitária e de aproximação da comunidade, de forma participativa, elucidado por meio de palestras.

O objetivo da ação é estreitar o elo entre a população e as polícias e, dessa forma, esclarecer questões sobre como e de que forma a polícia pode trabalhar junto à comunidade identificando, priorizando e resolvendo problemas.

A coordenadora do encontro de polícia comunitária da Sesp, Kênia Magalhães, destacou a importância da aproximação das forças de segurança com a sociedade para o fortalecimento do trabalho de prevenção. “Tenho acompanhado, com satisfação, inúmeros projetos de boas práticas de Polícia Comunitária no Estado”, conta. 

Palestras

A primeira palestra do evento foi sobre “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo tenente coronel da Polícia Militar, Ednaldo Andrade, e pela tenente do Bombeiro Militar, Shirley Neves. No período da tarde, a temática da segunda palestra foi a “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos / Práticas de Polícia Comunitária”, ministrada pela delegada de Polícia Civil, Gabriela Damasceno.

Para encerrar as atividades do dia, a palestra “Participação Social e Segurança Pública” abordou a compreensão da segurança pública como essencial para a construção de um processo de mudança em prol de todos os grupos que compõe a vida em sociedade. A palestra foi ministrada pelo presidente do Consep de Uberlândia, José Carneiro.

Encontros de Polícia Comunitária

A Sesp, de forma articulada com as instituições de segurança do estado, tem levado o Encontro Regional de Polícia Comunitária para as 19 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps). Até o próximo ano, a previsão é capacitar cerca de 1.800 profissionais. O treinamento está sendo realizado pela Escola Integrada de Segurança Pública (Eisp) da pasta.

Uberlândia, no Triângulo Norte, é a 11ª cidade do Estado a sediar este tipo de diálogo e capacitação. O encontro já ocorreu nas cidades de Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares e Curvelo. Mais de mil e cem pessoas já foram capacitadas e passaram a conhecer um pouco mais sobre as ações de polícia comunitária no Estado.

Fonte: Agência Minas