Manter os hábitos corretos quanto ao uso da água no dia-a-dia para garantir economia e manutenção desse recurso tão importante. Essa é a orientação do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) de Uberlândia. Com a chegada do período de estiagem (tempo mais seco e sem incidência de chuva), o consumo de água tende a aumentar. Por isso os próximos meses são ainda mais críticos e exigem atenção do consumidor.

De acordo com Ana Paula Carvalho, supervisora de projetos ambientais do Dmae, o consumo de água tem aumentado quando comparado com os últimos anos. Só nos primeiros cinco meses de 2017, cerca de 23,1 milhões de litros foram consumidos na cidade. A produção de água segue sem risco de desabastecimento, mas ainda assim é preciso que o consumo seja feito de forma consciente para evitar possível redução no fornecimento.

O Dmae constatou que, neste ano, a população já consumiu 23,1 milhões de litros, enquanto no mesmo período do ano passado foram 22,2 milhões – aumento de 3,83%. “Agora com o período de estiagem, se continuar desse jeito, podemos ficar prejudicados em relação à disponibilidade da água em nossas casas. O que alertamos sempre é que as pessoas não desperdicem água para que não venha faltar no futuro. Não é porque temos hoje que podemos usar de forma errada”, alertou Ana Paula.

O Dmae investe em ações de educação ambiental como o Programa Água Cidadã que utiliza de visitas, palestras, teatros e cinema para conscientizar, principalmente, as crianças sobre a importância do uso consciente da água. “Se cada um não fizer a sua parte, não poderemos manter a qualidade para minha vida e para minha família”, afirma Ana Paula.

Prefeitura de Uberlândia